Obras e Histórias

Hoje, gostaria de contar a história de determinada obra. “Chapeleiro Maluco” (como a mesma se chama), esta obra foi produzida em 2017, uma criação onde sempre comento que desenhei “com a alma”. Em um fim de tarde, sentei-me em frente aos meus materiais de desenhos e estava com o intuito de criar algo, mas não sabia o que. Até que em determinado momento, destaquei uma folha de meu bloco e comecei a desenhar, quando o finalizei comecei analisa-lo e não conseguia lembrar de ter feito um risco se quer (segundo minha mãe que foi observar o que eu estava fazendo, fiquei em torno de 3 horas em cima do desenho), foi como se a minha paixão pela arte, me levou a criar algo único. Esta obra recebeu o nome de “Chapeleiro Maluco” pelo fato de observando, o formato de como as joias se dispuseram na folha e sua cor no desenho remeteu-me ao filme “Alice no País das Maravilhas”, lembrando em especifico do Chapeleiro Maluco, um personagem retratado no filme como louco. Foi uma sensação de como se a minha mente estivesse com um insaciável desejo de mudanças. Os galhos emaranhados na arte na realidade retrataram chifres de “Wendigo” (um personagem de uma lenda que surgiu em tribos indígenas norte-americanas e foi passando de geração em geração, ela tem varias versões sobre o surgimento da criatura era um ser grotesco, alto, com dois grandes chifres, que cometia atos canibais, e foi por conta disso que o mesmo se transformou neste monstro), onde, seus chifres lembram a mudança, a transformação de um ser em outro pelas dificuldades passadas. A cor azul, além do filme, me remeteu ao céu, a cor que, em contrapartida, simboliza a criatividade e a calmaria.

Esta obra representa muito meu trabalho pelo fato da minha busca constante de não desenhar apenas com as mãos, mas com a alma, remeter histórias vividas por trás de um mero traço, buscando constantemente mostrar minha evolução não só como artista, mas como pessoa em relação aos sentimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *